Grava Atmel

chip atmel
Software gravador ISP para microcontroladores 8051 Atmel

at89s8252, at89s8253, at89s51, at89s52, at89s53, Atmega8, Atmga8515, Atmega8535

English version, click here !

Utiliza a porta serial, funciona também com cabo USB Serial. Circuito simples e barato de montar, funciona em qualquer versão do Windows, do 9x até o Windows 10.

Clique aqui para a versão antiga pela porta paralela

Testado com cabos USB-Serial com chip da Prolific (PL2303). Ele é mais lento que uma porta serial "onboard" (cerca de 7 bytes/segundo por USB). Caso você consiga testar com outro modelo de conversor me avise para eu colocar aqui no site.

Teste com cabo FT232BM = OK. Gravação muito lenta, cerca de 1 byte por segundo (by Douglas Daniel)
Teste com cabo GMUS-03 = OK. Utiliza chip Prolific PL2303 (by Eduardo Soppa)
Teste com adaptador PCMCIA SSP 100 da QUATECH = OK. (by Walter Moreira)

Veja as instruções de uso no "Ajuda" do programa. A chave de reset (SW1) precisa ser "pulsada" manualmente antes da gravação.


Versão (v.3.1): Modo de gravação "rápido" que verifica somente os primeiros bytes. (idéia: Cristian - u8051.com.br)
Download: 11/12/2011 - V.3.1  (426K)

Versão (v.3.2): Última versão.
Download: 05/11/2016 - V.3.2  (431K)

Imagem do GravaAtmel

 

Hardware

Esquema elétrico do gravador, que utiliza os pinos de controle da porta serial ao invés dos tradicionais TX e RX. Desta forma os pinos são pulsados pelo software, criando uma comunicação SPI.

Esquematico
OBS
MAX232 = HIN202, ADM202
Alimentar o circuito com 5V. Usar capacitor de 100uF entre 5V e terra.
Confira no dataheet os pinos correspondentes para o Atmega.
Os pinos do conector DB9 fêmea são vistos por cima, no lado da solda. Ligar o pino 5 ao negativo.
Deixar o cristal conectado.


O circuito é alimentado por 5V e o MAX232 pode ser ligado em um adaptador USB-Serial de boa qualidade, pois os baratinhos não funcionam direito.
cabo usb serial

Ao invés do MAX232, pode usar um daqueles adaptadores FTDI. Geralmente são usados para gravar Arduino, mas como alguns modelos já fornecem 5V e os pinos RTS, CTS e DTR, dá para usar com o Grava Atmel. É só ligar os pinos do adaptador diretamente no microcontrolador.
adaptador FTDI


Versão antiga via porta paralela. Suporta somente a série AT89S

É compatível com o Blast8252. Roda em Windows e é compatível com as as versões 9x, ME, 2000, 2003, XP.
Também pode rodar no Linux através do Wine. Execute como root, adicione as linhas na sessão [ports]:
"read" = "0x378,0x379,0x37a,0x77a"
"write" = "0x378,0x379,0x37a,0x77a"

Download: 17/02/2008 - V.2.11  (468K)  (versão porta paralela, em português PT-BR) 

Hardware original: http://www.telegraf.cz/jak/prog.html (site fora do ar agora)

circuito antigo
Atenção, usar o C.I. 74HCT126. Com o "LS" não vai funcionar! Alimentar o circuito com 5V.

O CI 78HTC126 funciona como buffer/proteção mas pode ser retirado e a porta paralela fica conectada diretamente no Atmel.
(juntar os pinos 2+3, 6+5 e 9+8 do buffer)

Voltar

>    © 2018 Rafael Ferrari (RafaelBF)   >    rafa.eng.br   >    email